Alongamento promove bem-estar e previne lesões

Provavelmente, a queixa mais frequente encontrada tanto entre sedentários como entre atletas é a perda da flexibilidade provocando dores lombares ou problemas musculares, por encurtamento da musculatura das costas e posterior das coxas, associado a uma musculatura abdominal fraca.

Alguns artigos comprovam que o encurtamento muscular é uma das principais causas de patologias associadas a problemas músculo-esqueléticos, resultando em quadros dolorosos e perda da função correta. Com a prática regular de alongamentos, os músculos passam a suportar melhor as tensões diárias e esportivas, prevenindo o desenvolvimento de lesões musculares.

O alongamento é um conjunto de técnicas voltadas para o aumento da flexibilidade muscular e para promover o estiramento das fibras musculares, fazendo com que elas aumentem o seu comprimento. Quanto mais alongado um músculo, maior será a movimentação da articulação comandada por aquele músculo e, portanto, maior sua flexibilidade. Lembrando que flexibilidade é a maior amplitude de movimento possível de uma determinada articulação. 

A flexibilidade não é generalizada e pode ser específica para uma só articulação, ou seja, uma pessoa pode apresentar boa flexibilidade em uma articulação como de joelhos, por exemplo, e não ter o mesmo grau em outras articulações e partes do corpo.

Todas as pessoas podem aprender a fazer alongamentos independentemente da idade e do condicionamento físico. Os exercícios podem ser realizados ao despertar pela manhã e no final do dia (para aliviar as tensões acumuladas no trabalho), durante viagens prolongadas, no ônibus, em qualquer lugar, sempre que se identificar alguma tensão muscular.

Antes de começar a se alongar é importante aprender a forma correta de execução, para aumentar os resultados e evitar lesões. A respiração é quem dá o ritmo ao alongamento. Ela deve ser lenta e profunda. Inspire profundamente e, quando expirar, inicie o alongamento. Realize o movimento até sentir certa tensão muscular (forçar o alongamento pode causar lesões nos músculos e tendões, respeite seus limites!), então sustente de 30 a 40 segundos. Volte inspirando à posição inicial. O mesmo alongamento pode ser repetido, buscando alongar mais o músculo, mas evite sentir dor. Lembre-se: nada de balanceios, pois estes enrijecem o músculo que você está tentando alongar.

Os alongamentos devem ser realizados antes e depois de atividades físicas. No início, eles têm como função aquecer a musculatura, preparando os músculos para as exigências que virão a seguir, protegendo e melhorando o desempenho muscular. Os finais têm a função de não deixar os músculos ficarem encurtados, prejudicando a flexibilidade do corpo. Além disso, ao alongar-se antes de seguir para o vestiário você elimina o ácido láctico, o que evita dores musculares.

Os objetivos do alongamento são: reduzir as tensões musculares; promover o relaxamento; melhorar a postura, pois se desenvolve a consciência corporal. No momento em que a pessoa focaliza a parte do corpo que está sendo alongada, ocorre a ativação da circulação, melhorando a oxigenação, a disposição para suas atividades diárias e a nutrição do corpo.

Os principais músculos a serem alongados são: cervicais, musculatura das costas, quadríceps, posterior das coxas e panturrilhas. Regularidade e relaxamento são ingredientes obrigatórios para um bom alongamento. Aprenda a introduzi-lo em sua rotina para aumentar seu bem-estar e para prevenir lesões.

http://minhavida.uol.com.br

Fonte:Site Minha Vida 10/3/2011

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: